Mantega diz que seu sucessor terá o desafio de fazer a economia crescer
10/11/2014
 
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta sexta-feira (7) que o seu sucessor terá o desafio de fazer a economia crescer em um momento de transição na economia mundial.

Sem dar detalhes sobre sua saída do cargo, o ministro destacou apenas que "será um período de transição da economia, saindo de uma crise com políticas anticíclicas para um novo ciclo de expansão econômica".

Ele participou de um seminário sobre política fiscal, em São Paulo, promovido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Sucessor de Mantega na Fazenda
Sobre sua saída do Ministério da Fazenda, Mantega limitou-se a dizer que o anúncio cabe à presidente Dilma Rousseff.

Na quarta-feira (5), Dilma disse que só anunciará o novo nome para a Fazenda após voltar da Austrália, onde participa da Cúpula do G20, nos dias 15 e 16 de novembro. O G20 reúne as 20 maiores economias do mundo.

Durante a campanha eleitoral, Dilma anunciou que Mantega não continuaria no segundo mandato.

Na semana passada, o jornal "O Estado de S. Paulo" afirmou que Dilma pretendia fazer o anúncio do novo nome para a Fazenda antes da reunião do G20. 

O objetivo, segundo o jornal, seria acalmar o mercado, desfazer incertezas sobre investimentos e recuperar a credibilidade internacional, "aparecendo no grupo das 20 maiores economias do mundo como a presidente disposta a fazer o dever de casa".

Rumores
A escolha do novo ministro tem gerado rumores e reportagens na imprensa.

A coluna Radar, da revista Veja, afirma nesta quarta-feira que a definição está na estaca zero.

Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teriam se reunido ontem por quase 6 horas para discutir o assunto, informa o  jornal "Valor Econômico" nesta quarta.

Segundo o jornal, Lula gostaria que Dilma nomeasse um de seus indicados para o ministério da Fazenda: seu favorito é o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles; outra opção seria o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, ou o ex-secretário-executivo do Ministério da Fazenda Nelson Barbosa.

Na segunda-feira (3), o "Valor" afirmou que Trabuco rejeitou o convite e que Dilma estaria considerando chamar Henrique Meirelles para presidir a pasta. 

Autor: Do UOL, em São Paulo

 
 
 
 
PIB dos EUA cresce 0,8% no 1º trimestre, de acordo com 2ª estimativa
leia mais
Brasil deve colher mais uma safra recorde de grãos em 2015
leia mais
Quem perdeu prazo do Imposto de Renda pode declarar nesta segunda
leia mais
BC lança 2º conjunto de moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016
leia mais
Veja quem pode ser declarado como dependente no Imposto de Renda
leia mais
Gasolina sobe menos, e inflação pelo IPC-S perde força em prévia de março
leia mais
Inflação em SP desacelera alta na 2ª prévia de março, mostra Fipe
leia mais
Vendas de milho da safra 14/15 de MT em fevereiro crescem ante 2014
leia mais
Mistura de etanol na gasolina sobe para 27% a partir de 16 de março
leia mais
Brasil fecha fevereiro com coleção de dados negativos e mais arrocho
leia mais
IR 2015: 7 passos para fazer fácil a declaração e receber restituição logo
leia mais
Setor de serviços cresceu 6% em 2014, diz IBGE
leia mais
Conta de luz subirá menos de 40% este ano, estima ministro
leia mais
Alta de tributo na gasolina chega antes ao preço do álcool em SP
leia mais
Entenda o que está fazendo a conta de luz subir
leia mais
Indústria não aceitará aumento da carga tributária
leia mais
Analistas veem risco iminente de novos apagões
leia mais
Banco Mundial corta previsão do PIB do Brasil de 2,7% para 1% em 2015
leia mais
BNDES pretende impulsinar setor sucroenergético nos próximos anos
leia mais
Economia brasileira cresceu 0,15% em 2014, segundo analistas do mercado
leia mais
FecomercioSP vê saldo de operações de crédito sem crescimento em 2015
leia mais
Juros ao consumidor chegam a 44% ao ano, maior valor desde 2011, diz BC
leia mais
Com incertezas e economia 'parada', empresas buscam menos crédito
leia mais
País saiu da recessão no terceiro trimestre, indica Serasa
leia mais
Inflação em São Paulo sobe para 0,37% em outubro puxada por alimentos
leia mais