Alta de tributo na gasolina chega antes ao preço do álcool em SP
05/02/2015
 
Os postos já anteciparam, no álcool, o efeito da alta que a gasolina terá com a elevação de tributos.
 
A tributação começa a partir de domingo (1º), e a alta da gasolina permite também um reajuste para cima nos preços do etanol.
Os reajustes começaram mais cedo e, nesta semana, o álcool ficou 3,5% mais caro nos postos de abastecimento da cidade de São Paulo.
Pesquisa da Folha em 50 postos do município aponta que o preço médio do etanol subiu para R$ 1,989. Já a gasolina esteve em R$ 2,914 por litro, com evolução de 0,5% no período. A paridade, que era de 66% na semana passada, subiu para 68% nesta.
 
O que permite afirmar que a razão para o aumento do etanol na bomba são os impostos da gasolina é que, mesmo sendo período de entressafra, a oferta de álcool é boa.
 
O reflexo da alta da mistura de anidro à gasolina para 27% também não tem muito efeito. As compras do etanol anidro são feitas antecipadamente, via contrato.
 
O aumento de impostos sobre a gasolina já se reflete também nos preços do etanol nas usinas. O indicador diário do Cepea e da BM&FBovespa registra alta de 11% nos preços do hidratado na segunda quinzena deste mês.
 
A produção brasileira de álcool deverá atingir o recorde de 28,2 bilhões de litros nesta safra 2014/15. A estimativa para a safra 2015/16 também indica recorde: 29,1 bilhões de litros, segundo a consultoria Datagro.
 
Ao atingir esses volumes, a produção de etanol começa a chegar ao limite da capacidade, diz Plinio Nastari, presidente da consultoria.
A demanda continua, mas a oferta desse combustível não terá uma resposta rápida devido à falta de investimentos provocadas pelas dificuldades financeiras vividas pelo setor.
 
De dezembro de 2002 ao mesmo mês deste ano, o preço do litro de etanol anidro caiu 11,7% em termos reais, utilizando a inflação do período medida pelo IGP-DI. A queda real do hidratado foi de 10%.
 
Nesse mesmo período, o consumidor pagou 20% pelo combustível, sempre em termos reais, enquanto o preço da gasolina caiu 26,8%.
No ano passado, foram fechadas 12 usinas e, neste ano, outras 9 deixarão de funcionar. Nos últimos anos, 83 pararam de moer cana -64 delas na região centro-sul.
 
A moagem total dessas usinas que interromperam a atividade nas regiões centro-sul e Norte e Nordeste somava 75,4 milhões de toneladas.
 
SAFRA REGULAR
 
Diferentemente do que se imaginava em meados do ano passado, a safra 2014/15 de cana-de-açúcar tem um desempenho regular, após as chuvas de novembro e dezembro.
Em janeiro, as chuvas estão abaixo da média histórica para o período, mas ainda são superiores às de igual mês de 2014, segundo Nastari.
A moagem de cana deverá ser de 570 milhões de toneladas na região centro-sul na safra que está prestes a se encerrar, na qual a produção de açúcar fica em 32 milhões de toneladas, e a de etanol, em 26,6 bilhões de litros, segundo a Datagro.
 
Em 2015, a demanda por etanol sobe devido ao aumento da mistura de álcool anidro à gasolina para 27%. Esse novo percentual deverá elevar o consumo em 860 milhões de litros por ano.
 
Já a taxa menor de ICMS sobre o combustível em Minas Gerais torna-o mais competitivo, permitindo uma elevação de 700 milhões de litros por ano. Bahia, Paraná e Distrito Federal também alterarão a alíquota de ICMS.
 
Nastari fez também a primeira estimativa da safra 2015/16. O país deverá moer 642 milhões de toneladas de cana, 584 milhões na região centro-sul. A produção nacional de açúcar será de 35,5 milhões de toneladas, enquanto a de etanol sobe para 29,1 bilhões de litros.

Autor: Folha de S. Paulo

 
 
 
 
PIB dos EUA cresce 0,8% no 1º trimestre, de acordo com 2ª estimativa
leia mais
Brasil deve colher mais uma safra recorde de grãos em 2015
leia mais
Quem perdeu prazo do Imposto de Renda pode declarar nesta segunda
leia mais
BC lança 2º conjunto de moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016
leia mais
Veja quem pode ser declarado como dependente no Imposto de Renda
leia mais
Gasolina sobe menos, e inflação pelo IPC-S perde força em prévia de março
leia mais
Inflação em SP desacelera alta na 2ª prévia de março, mostra Fipe
leia mais
Vendas de milho da safra 14/15 de MT em fevereiro crescem ante 2014
leia mais
Mistura de etanol na gasolina sobe para 27% a partir de 16 de março
leia mais
Brasil fecha fevereiro com coleção de dados negativos e mais arrocho
leia mais
IR 2015: 7 passos para fazer fácil a declaração e receber restituição logo
leia mais
Setor de serviços cresceu 6% em 2014, diz IBGE
leia mais
Conta de luz subirá menos de 40% este ano, estima ministro
leia mais
Entenda o que está fazendo a conta de luz subir
leia mais
Indústria não aceitará aumento da carga tributária
leia mais
Analistas veem risco iminente de novos apagões
leia mais
Banco Mundial corta previsão do PIB do Brasil de 2,7% para 1% em 2015
leia mais
BNDES pretende impulsinar setor sucroenergético nos próximos anos
leia mais
Economia brasileira cresceu 0,15% em 2014, segundo analistas do mercado
leia mais
FecomercioSP vê saldo de operações de crédito sem crescimento em 2015
leia mais
Juros ao consumidor chegam a 44% ao ano, maior valor desde 2011, diz BC
leia mais
Com incertezas e economia 'parada', empresas buscam menos crédito
leia mais
País saiu da recessão no terceiro trimestre, indica Serasa
leia mais
Mantega diz que seu sucessor terá o desafio de fazer a economia crescer
leia mais
Inflação em São Paulo sobe para 0,37% em outubro puxada por alimentos
leia mais