Combustíveis já sobem nesta semana
05/02/2015
 
Aumento dos tributos PIS/Cofins em derivados de petróleo vai afetar todo o mercado local e consumidor já sentirá o peso
 
O aumento dos tributos PIS/Cofins sobre combustíveis passa a valer a partir deste domingo (1º) em todo o País e o consumidor ribeirão-pretano precisa preparar o bolso para uma semana de altas nos preços da gasolina, diesel e também do etanol.
 
Conforme informou o Ministério da Fazenda, no último dia 19, a cobrança será de R$ 0,22 a mais por litro de gasolina e de R$ 0,15 no diesel. Para o consumidor final, esse reajuste deve chegar rápido, entre esta segunda (2) e terça-feira (3), segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro).
 
“As distribuidoras já fizeram um reajuste, e com essa alta nos tributos, o repasse vai ser feito em breve ao consumidor final. Não deve passar desta semana mesmo”, diz Oswaldo Manaia diretor regional do Sincopetro.
Ainda segundo ele, o litro da gasolina em Ribeirão deve subir 7% e chegar a R$ 3,30 nesta semana. Já o etanol, deve chegar a R$ 2,29, com uma alta de até 9%.
 
Procurado para falar sobre as altas nos tributos e o repasse aos postos de combustível e ao consumidor, o Sindicato das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom) informou que “não comenta o assunto, pois cada distribuidora tem a sua política comercial e decide o preço que vai praticar. Essas informações são restritas à área comercial de cada empresa.”
 
Divisão
Depois de 90 dias, a partir de maio, o aumento será dividido entre R$ 0,12 a mais de PIS/Cofins e R$ 0,10 de Cide por litro de gasolina. No diesel, ficará divido entre R$ 0,10 do primeiro e R$ 0,05 a mais do segundo tributo.

A alta da tributação de combustíveis representará uma arrecadação extra de R$ 12,2 bilhões em 2015, segundo cálculo da Receita Federal.
 
Em maio Cide também volta a vigorar
A volta da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), que estava zerada desde 2012, já era esperada desde o ano passado.

O governo decidiu usar também o PIS/Cofins nessa elevação de carga para favorecer Estados e municípios, que recebem parte desse tributo.
 
Aumento
A Cide sobre a gasolina e o óleo diesel aumentará no dia 1º de maio. A elevação em duas etapas é necessária porque o aumento da Cide precisa obedecer à regra de noventa (90 dias) entre o anúncio do aumento e sua aplicação.
 
A Petrobras já informou que irá repassar o aumento dos tributos para o preço final ao consumidor.
 
O Banco Central informou que projeta reajuste de 8% da gasolina em 2015.
A projeção já leva em consideração o aumento de carga tributária anunciado.

Autor: Jornal A Cidade de Ribeirão Preto

 
 
 
 
Veja as cidades que mais demitiram e as que mais contrataram em abril
leia mais
Com maior procura por vagas, salário em empregos com carteira assinada cai pela 1ª vez desde 2003
leia mais
Advogado cria solução caseira e economiza 300 litros de água no RJ
leia mais
Temor de colapso energético por falta de água aumenta procura por gerador
leia mais
Ministério Público pede suspensão da mistura de 27% de etanol na gasolina
leia mais
Guardar ao invés de consumir permite países crescerem, diz Levy
leia mais
Contas de luz sobem, em média, 23,4% no país a partir desta segunda
leia mais
Empresários e sindicalistas criticam nova alta dos juros
leia mais
Brasil deverá colher 201 milhões de toneladas de grãos em 2015, diz IBGE
leia mais
Aneel autoriza Furnas a reforçar instalação de subestações de energia
leia mais
Gasolina pode subir mais de 8% com alta de tributo
leia mais
Número de imóveis financiados com recursos da poupança cresce só 1,6%
leia mais
Banco Mundial corta estimativa para crescimento global apesar de queda do petróleo
leia mais
Mercado reduz previsão para PIB e vê inflação em 6,56% em 2015
leia mais
Inflação vai `castigar economia` em 2015, diz Fecomercio-SP
leia mais
Com seca em SP, indústrias recorrem a 'rodízio' e piscina para estocar água
leia mais
Conta de luz já está 28% mais cara do que logo após MP para reduzir preços
leia mais
Pela 19ª semana seguida, mercado baixa previsão de alta do PIB de 2014
leia mais
Seca provoca queda na produção de café em propriedades de MG
leia mais
Confiança do consumidor de SP sobe em agosto, mas segue baixa
leia mais
Copa atrapalha comércio e indústria no 2º trimestre
leia mais
Em SP, estiagem prolongada afeta a safra da cana-de-açúcar
leia mais
Busca do consumidor por crédito cai 2,5% no semestre, diz Boa Vista SCPC
leia mais
BC prevê 14% de alta nos preços da energia elétrica neste ano
leia mais
Seca prejudica agricultura de SP e lavouras não se desenvolvem
leia mais