IR 2015: 7 passos para fazer fácil a declaração e receber restituição logo
24/02/2015
 
A Receita Federal só vai liberar o programa da declaração do Imposto de Renda de 2015 na próxima segunda-feira (2), primeiro dia do prazo de entrega. Mas o contribuinte pode começar a se preparar para encarar o Leão desde já.

Procurar médicos e escolas para pedir comprovantes de pagamentos e tirar o CPF do filho maior de 16 anos são algumas providências que podem ser adiantadas.

Com os documentos em mãos, o contribuinte pode preencher a declaração mais rapidamente e aumentar as chances de receber a restituição (caso tenha direito) mais cedo.

O advogado tributarista Samir Choaib, sócio do escritório Choaib, Paiva e Justo Advogados Associados, e Luiz Fernando Nóbrega, vice-presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), listam algumas providências que já podem ser tomadas.

Tire o CPF de dependentes com mais de 16 anos

Neste ano, a Receita Federal exige que dependentes com 16 anos ou mais tenham CPF. Caso o dependente não tenha o documento, é importante ir atrás desde já.

A inscrição pode ser feita nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou do Correio, ao custo de R$ 5,70. Também é possível fazer o pedido gratuitamente em entidades conveniadas (http://zip.net/bfqQQc) e pela internet, se o jovem tiver título de eleitor (http://zip.net/bhqQ0f).

O número do documento é fornecido na hora, se não houver nenhum problema com os dados informados.

Tire o certificado digital

Samir Choaib  sugere que o contribuinte que pretende ter acesso à declaração de Imposto de Renda pré-preenchida (cujos dados vêm parcialmente preenchidos pela Receita Federal) vá logo atrás do certificado digital.

O e-CPF, como também é chamado, é obrigatório nesse caso, e também para contribuintes que tiveram rendimento superior a R$ 10 milhões, ou gastos maiores do que esse valor. O documento é emitido por empresas credenciadas (http://zip.net/bxqRNc) e é pago (custa cerca de R$ 150 e costuma ficar pronto em 24 horas).

Preencha o rascunho da declaração

Neste ano, o contribuinte pode fazer um rascunho para facilitar o preenchimento da declaração. O contribuinte pode incluir no rascunho alguns dados, como despesas com dependentes, rendimentos, movimentação de bens e direitos e pagamentos, que depois poderão ser transferidos para a declaração. O rascunho está disponível no site da Receita (http://zip.net/brp5QZ) até o próximo dia 28.

Calcule os ganhos de capital

Quem teve ganhos com a venda de imóveis ou de participação em empresas em 2014 precisa declarar esses valores na declaração de 2015. Para fazer isso, é preciso baixar um programa específico no site da Receita Federal (http://zip.net/bkqQV5).

Ele calcula o imposto devido, os rendimentos sujeitos à tributação exclusiva e a parcela isenta. Caso o contribuinte não tenha pago o imposto devido na época do rendimento, ele pode imprimir o boleto para pagamento agora.

Quem fez operações com moeda estrangeira também precisa declarar seus ganhos. Nesse caso, é preciso baixar o programa Ganho de Capital em Moeda Estrangeira, também pelo site da Receita (http://zip.net/bkpjGw).

Junte comprovantes de rendimentos

As empresas têm até esta sexta-feira (27) para enviar pelo Correio, por e-mail, ou disponibilizar pela internet, os informes de rendimentos (como salários, aposentadorias pelo INSS etc.) dos contribuintes. Separe o que já estiver em suas mãos.

Junte os extratos dos bancos

Os bancos também precisam preparar um extrato das contas dos clientes, com os saldos dos dias 31/12/2013 e 31/12/2014 e os rendimentos que eles tiveram ao longo de 2014 com aplicações financeiras. Na maior parte dos casos, esse extrato pode ser acessado no site da instituição, o que permite que o contribuinte já imprima ou salve o documento.

Procure os comprovantes de pagamentos

Caso tenha a intenção de deduzir do Imposto de Renda os gastos que teve com educação e saúde em 2014, o contribuinte precisará ter em mãos os comprovantes dessas despesas. "É comum que a pessoa faça o pagamento de um médico ou dentista ao longo do ano, mas não pegue o recibo. Essa é a hora de ir atrás dele", diz o vice-presidente do CFC, Luiz Fernando Nóbrega.

Autor: Aiana Freitas | Do UOL, em São Paulo

 
 
 
 
PIB dos EUA cresce 0,8% no 1º trimestre, de acordo com 2ª estimativa
leia mais
Brasil deve colher mais uma safra recorde de grãos em 2015
leia mais
Quem perdeu prazo do Imposto de Renda pode declarar nesta segunda
leia mais
BC lança 2º conjunto de moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016
leia mais
Veja quem pode ser declarado como dependente no Imposto de Renda
leia mais
Gasolina sobe menos, e inflação pelo IPC-S perde força em prévia de março
leia mais
Inflação em SP desacelera alta na 2ª prévia de março, mostra Fipe
leia mais
Vendas de milho da safra 14/15 de MT em fevereiro crescem ante 2014
leia mais
Mistura de etanol na gasolina sobe para 27% a partir de 16 de março
leia mais
Brasil fecha fevereiro com coleção de dados negativos e mais arrocho
leia mais
Setor de serviços cresceu 6% em 2014, diz IBGE
leia mais
Conta de luz subirá menos de 40% este ano, estima ministro
leia mais
Alta de tributo na gasolina chega antes ao preço do álcool em SP
leia mais
Entenda o que está fazendo a conta de luz subir
leia mais
Indústria não aceitará aumento da carga tributária
leia mais
Analistas veem risco iminente de novos apagões
leia mais
Banco Mundial corta previsão do PIB do Brasil de 2,7% para 1% em 2015
leia mais
BNDES pretende impulsinar setor sucroenergético nos próximos anos
leia mais
Economia brasileira cresceu 0,15% em 2014, segundo analistas do mercado
leia mais
FecomercioSP vê saldo de operações de crédito sem crescimento em 2015
leia mais
Juros ao consumidor chegam a 44% ao ano, maior valor desde 2011, diz BC
leia mais
Com incertezas e economia 'parada', empresas buscam menos crédito
leia mais
País saiu da recessão no terceiro trimestre, indica Serasa
leia mais
Mantega diz que seu sucessor terá o desafio de fazer a economia crescer
leia mais
Inflação em São Paulo sobe para 0,37% em outubro puxada por alimentos
leia mais