Alta da taxa Selic vai influenciar nas compras a prazo
05/03/2015
 
O Comitê de Política Monetária (Copom), aumentou os juros básicos da economia em meio ponto percentual. A taxa agora está em 12,75% ao ano e essa alta já era esperada pelos analistas. Mesmo assim, a expectativa pela decisão foi um dos fatores que mexeram com o mercado financeiro.

O mercado já previa que a taxa Selic chegaria a esse patamar porque a inflação está muito pressionada:  a conta de luz ficou mais cara, os combustíveis e o transporte público também.

O governo não tem como evitar o impacto desses aumentos sobre o índice, então atua em cima do crédito: sobe os juros para desanimar o consumidor a comprar. Por isso, o Comitê de Política Monetária decidiu, por unanimidade, elevar a Selic em meio ponto percentual, mas para o economista Alexandre Schwartsman, foi pouco.

"Ele teria que fazer 0,75 ou um ponto percentual. Não está fazendo isso, porque é muito claro que já deu como perdida a inflação deste ano. O governo reconhece a derrota e vai tentar ver se ano que vem, ele não perde de goleada", aponta Alexandre Schwartsman, ex-diretor do Banco Central.

A inflação também está pressionada pela disparada do dólar, que na quarta-feira (4) chegou a ser negociado a R$ 3,00, mas fechou pouco abaixo disso, em R$ 2,98. Aí, os motivos foram mais políticos do que econômicos porque o embate entre governo e Congresso por causa das medidas de ajuste fiscal, deixou os investidores desconfiados e eles correram atrás da segurança do dólar.

O impacto também apareceu nos negócios na Bolsa de São Paulo. O principal índice fechou com queda de 1,63%, um número que mostra como os investidores estão vendo o Brasil agora.

"É um pais que se tornou muito vulnerável. Quando os investidores olham isso, eles tendem a procurar fazer investimento naquilo que é menos vulnerável, ou seja, têm menos possibilidade de trazer algum risco para o investimento dessas empresas. Hoje o Brasil não é esse caso", diz Sérgio Vale, economista-chefe da MB Associados.

Quem planeja fazer um financiamento, a partir de agora tem que ficar atento porque a alta da taxa Selic vai influenciar no valor das parcelas de tudo o que for comprado para pagamento a prazo.

O economista do Hora 1, Samy Dana, explica as mudanças e quais são as melhores opções de crédito. Confira a análise no vídeo com a reportagem completa.

Autor: Janaína Lepri / Samy Dana - São Paulo

 
 
 
 
Dólar fecha semana em alta após declarações sobre juros nos EUA
leia mais
PIB do agronegócio cresceu 0,13% em janeiro, dizem a CNA e o Cepea
leia mais
Mercado aumenta previsão de inflação, baixa de PIB e vê mais juros
leia mais
FMI passa a ver contração de 1% do PIB do Brasil em 2015, com mais inflação
leia mais
Mudanças política e tributária tornam etanol mais vantajoso para nova safra
leia mais
Crise no Brasil vai piorar antes de melhorar, diz 'Financial Times'
leia mais
Intenção de consumo das famílias cai 11,9% em março, aponta CNC
leia mais
Mercado financeiro prevê PIB menor em 2015
leia mais
Esclarecimentos sobre a economia
leia mais
Novas regras do seguro-desemprego já estão valendo; entenda
leia mais
Madrugada tem bloqueio de caminhoneiros também em São Paulo
leia mais
Inflação do aluguel perde força na 2ª prévia de fevereiro
leia mais
Veja quem deve declarar o Imposto de Renda 2015
leia mais
Analistas preveem PIB quase estável e inflação de 7% em 2015, diz BC
leia mais
São Paulo tem maior inflação entre capitais pesquisadas pela FGV
leia mais
Na estreia da equipe econômica, BC sobe juros a 12,25%, recorde em 3,5 anos
leia mais
Governo vai anunciar aumento de tributos nos próximos dias
leia mais
Após elevar tributos, Dilma veta correção da tabela do IR em 6,5%
leia mais
Dilma decide manter presidentes de Banco do Brasil, Caixa e BNDES
leia mais
Economia na região de Ribeirão seguirá fraca em 2015, diz estudo
leia mais
Inflação oficial fica acima da meta pelo 4º mês seguido, diz IBGE
leia mais
Real desvalorizado estimula venda de açúcar da nova safra, diz Copersucar
leia mais
Mercado eleva previsão para inflação e PIB neste ano
leia mais
Governo quer viabilizar produção de etanol de milho no Centro-Oeste
leia mais
Receita lança 'rascunho' para facilitar declaração do Imposto de Renda
leia mais