BC lança 2º conjunto de moedas comemorativas dos Jogos Rio 2016
14/04/2015
 
O Banco Central informou nesta terça-feira (14) que lançará, no dia 17 de abril, no Rio de Janeiro, o segundo conjunto, com nove moedas comemorativas, do programa numismático dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Serão lançadas um tipo de moeda de ouro, quatro de prata e quatro de circulação comum. O programa compreende ao todo 36 moedas, que serão lançadas até 2016, lembrou a autoridade monetária.

Todos os projetos foram desenvolvidos pelas equipes do Banco Central e da Casa da Moeda do Brasil, com o suporte técnico do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

A moeda de ouro deste segundo conjunto homenageia o Cristo Redentor e o Salto com Vara, um dos esportes que representa o lema olímpico “Citius, Altius, Fortius” (mais rápido, mais alto, mais forte).

As moedas de prata desta série homenageiam o Rio de Janeiro: os anversos, com paisagens conhecidas onde o carioca pratica esportes como remo, corrida, ciclismo e vôlei de praia; os reversos, com aspectos da cultura e da natureza da cidade e do Brasil. Tucano-de-Bico-Preto, Helicônia, Museu de Arte Contemporânea (MAC) e Chorinho dão continuidade às quatro séries temáticas: Fauna, Flora, Arquitetura e Música Brasileira, respectivamente.

Os esportes Olímpicos e Paralímpicos são os destaques das moedas de circulação comum. No segundo lançamento, Basquetebol e Vela representam dois dos esportes em que o Brasil conquistou mais medalhas em Jogos Olímpicos; Rugby e Paracanoagem, duas modalidades que passarão a fazer parte dos Jogos a partir de 2016.

As moedas de R$ 1 entrarão em circulação pela rede bancária e uma parte será vendida em embalagens especiais para coleção, informou o Banco Central.

Após o lançamento, as moedas poderão ser adquiridas no site do Banco do Brasil por meio de boleto bancário ou, no caso de correntistas do BB, débito em conta. As moedas também estarão à venda em algumas agências do Banco do Brasil. Quem comprar nas agências do BB, só poderá pagar em dinheiro.

Veja as agências do BB onde as moedas serão vendidas:

Belém (PA) – Rua Santo Antonio, 432
Campina Belo Horizonte (MG) - Av. Álvares Cabral, 1605 – 2º subsolo, Santo Agostinho Brasília (DF) - SBS, quadra 3, bloco A, 2.º subsolo
Curitiba (PR) – Av. Cândido de Abreu, 554 
Centro Cívico Fortaleza (CE) - Av. Heráclito Graça, 1500
Aldeota Porto Alegre (RS) – Rua Sete de Setembro, 790 
Centro Recife (PE) – Rua da Aurora, 1259
Santo Amaro Rio de Janeiro (RJ) – Rua da Quitanda, 60
Centro Salvador (BA) - Av. Anita Garibaldi, 1211
Ondina São Paulo (SP) - Av. Paulista, 2163
Cerqueira Cesar (SP)

Autor: Do G1, em Brasília

 
 
 
 
PIB dos EUA cresce 0,8% no 1º trimestre, de acordo com 2ª estimativa
leia mais
Brasil deve colher mais uma safra recorde de grãos em 2015
leia mais
Quem perdeu prazo do Imposto de Renda pode declarar nesta segunda
leia mais
Veja quem pode ser declarado como dependente no Imposto de Renda
leia mais
Gasolina sobe menos, e inflação pelo IPC-S perde força em prévia de março
leia mais
Inflação em SP desacelera alta na 2ª prévia de março, mostra Fipe
leia mais
Vendas de milho da safra 14/15 de MT em fevereiro crescem ante 2014
leia mais
Mistura de etanol na gasolina sobe para 27% a partir de 16 de março
leia mais
Brasil fecha fevereiro com coleção de dados negativos e mais arrocho
leia mais
IR 2015: 7 passos para fazer fácil a declaração e receber restituição logo
leia mais
Setor de serviços cresceu 6% em 2014, diz IBGE
leia mais
Conta de luz subirá menos de 40% este ano, estima ministro
leia mais
Alta de tributo na gasolina chega antes ao preço do álcool em SP
leia mais
Entenda o que está fazendo a conta de luz subir
leia mais
Indústria não aceitará aumento da carga tributária
leia mais
Analistas veem risco iminente de novos apagões
leia mais
Banco Mundial corta previsão do PIB do Brasil de 2,7% para 1% em 2015
leia mais
BNDES pretende impulsinar setor sucroenergético nos próximos anos
leia mais
Economia brasileira cresceu 0,15% em 2014, segundo analistas do mercado
leia mais
FecomercioSP vê saldo de operações de crédito sem crescimento em 2015
leia mais
Juros ao consumidor chegam a 44% ao ano, maior valor desde 2011, diz BC
leia mais
Com incertezas e economia 'parada', empresas buscam menos crédito
leia mais
País saiu da recessão no terceiro trimestre, indica Serasa
leia mais
Mantega diz que seu sucessor terá o desafio de fazer a economia crescer
leia mais
Inflação em São Paulo sobe para 0,37% em outubro puxada por alimentos
leia mais